Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



MEDITAÇÃO PARA LIBERTAÇÃO DE PADRÕES E PROGRAMAS MENTAIS NEGATIVOS


Esta meditação foi gravada para distribuição gratuita. Nela foi inserida uma oração de reprogramação de Karol Truman, publicada e distribuída gratuitamente através da internet no E-Book 'Marketing Espiritual' de Joe Vitale. O fundo musical é de Yanni  e o nome da música é MOMENTS WITHOUT TIME".

Queridos amigos todos nós em algum momento da nossa vida já vivemos alguma experiência que nos marcou de forma negativa. Se pudéssemos simplesmente apagar da memória esses momentos, muitos de nós não hesitaria um só segundo. Pois bem apresento aqui este pequeno vídeo que na realidade poderá fazer isso por si. não deixe de experimentar... Pense, mesmo que não acredite o que tem a perder? 

Beijinhos meditativos!

ISA

Autoria e outros dados (tags, etc)


O Segredo do sucesso - Poder da Mente

por Viver os Sonhos, em 29.01.13

O Sucesso - O Segredo - Poder da Mente - Will Smith 

Com a situação económica do nosso País num descalabro total, cada vez mais famílias são arrastadas para situações em que reina o desespero com o desemprego, e a impotência face aos compromissos assumidos anteriormente. Arrasou com o sossego, a segurança e a confiança numa vida melhor, sobretudo para as próximas gerações. Eu sei que é difícil de acreditar que este mundo desestruturado pode mudar se nós quisermos... Quisermos mesmo de ALMA... Deixo-vos aqui ficar este pequeno vídeo de cerca de 12 min. que é a prova viva de que se consegue alcançar o que pretendemos. Não se esqueçam - todos os dias deve reforçar a sua motivação com afirmações positivas... e outras dicas que vou publicar aqui no blogue. Para já comecemos com este vídeo... E NUNCA DEIXEM SONHAR... 

E se isto vos serve de algum consolo, estamos juntos.. na crise, na sua superação e na conquista dos nossos sonhos! Todos juntos somos uma força indestrutível. É este o forte poder da mente. Eu acredito...

 ISA 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Lembra-se dos sonhos?

por Viver os Sonhos, em 29.01.13

Nunca deixe que ninguém o convença de que é natural lembrar-se dos sonhos, e há algo de errado consigo se não o conseguir. recordar-se dos sonhos é uma competência que se pode aprender, uma disciplina que requer paciência, prática e informação fiável para se orientar. Como sabe, os sonhos só acontecem durante o sono REM, que é apenas uma parte de um ciclo de sono normal de noventa minutos, portanto, quanto mais longo for o espaço de tempo entre o sono REM e o despertar, mais difícil será recuperar a lembrança do que aconteceu durante o sono. existe uma forma de ajudar a controlar o "tempo de sonho". Os únicos adereços de que necessita são papel, um lápis e um despertador num lugar de fácil alcance perto da cama, e uma oração. 
Se quiser realmente disciplinar-se no sentido de se lembrar dos seus sonhos, o primeiro passo é pedir a Deus e ao seu Espírito-guia, se assim o decidir, para o ajudarem. Sei que parece demasiado fácil e demasiado bom para ser verdade, mas essa é uma ideia que não existe no que diz respeito à oração, pode crer. As suas palavras serão música para os ouvidos de Deus. No entanto, se quiser, poderá dizer uma das minhas orações preferidas antes de dormir, que terei todo o gosto em partilhar consigo:

Pai,
O dia terminou, um dia como tantos outros que vivi e como muitos mais que poderei viver na tua graça e luz abençoadas.
Enquanto o Teu manto de escuridão desde, deixa a paz inundar o meu coração e faz com que todo o desespero seja substituído pela alegria de saber que concluí mais um Dia ao Teu serviço.
Peço a todos os anjos abençoados que me ajudem e me tragam um sono pacífico e sonhos abençoados que permaneçam na minha consciência quando eu acordar, que eu possa aprender e crescer com a sabedoria intemporal do espírito eterno que Tu inspiraste em mim quando me criaste. Ámen.  

Sylvia Brownw, adaptado por ISA 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Sonhos de libertação - Pesadelos

por Viver os Sonhos, em 28.01.13
Os sonhos de libertação são, de um modo geral, os sonhos mais confusos, caóticos, revoltantes e perturbadores que temos. Também estão entre os mais necessários porque é através dos nossos sonhos de libertação que nos livramos do lixo mental e emocional que juntamos diariamente.
Alguns sonhos de libertação são completamente descabidos e merecem apenas uma breve risada quando acordamos. Muitos outros são pesadelos que podem ficar connosco durante bastante tempo, uma vez que o medo é uma emoção da qual é muito difícil libertarmo-nos. Mas sem os sonhos de libertação, pesadelos incluídos, todos nós sofreríamos de stress crónico ou seríamos  completamente psicóticos, e é por isso que são mais do que merecedores do desconforte que frequentemente nos causam. 
O que as nossas mentes conscientes afastam o mais rapidamente possível, é registado pelas nossas mentes subconscientes, que depois agem com base nisto; fazem-no não para serem perversas e verificarem até que ponto podem assustar-nos, mas para nos garantirem que mesmo que a nossa versão do "pior possível" aconteça, de alguma forma conseguiremos sobreviver a isso, por muito emocionalmente devastador que possa ser. 
Uma das razões de ser dos sonhos de libertação é dar às nossas mentes subconscientes sábias e eternas a oportunidade de nos mostrarem que , no final de contas, ficaremos bem.
Assim, os sonhos de libertação em geral podem dar-nos uma imagem infinitamente expansiva de nós mesmos, do que está a acontecer nas nossas vidas e do que realmente sentimos acerca das coisas, sentimentos esses que, tal como os referidos "piores cenários possíveis" somos impedidos de confrontar, pois as nossas mentes conscientes estão frequentemente demasiado ocupadas, confusas ou com medo para nos deixarem fazê-lo.

O Livro dos Sonhos de Sylvia Browne, médium, mestre espiritual e autora de renome que já tocou os corações de milhões de leitores.

Queridos Golfinhos amorosos espero que não tenham tido ultimamente muitos sonhos/papelosas. No entanto, como tudo na vida, estes sonhos têm uma explicação como vimos: mecanismo de limpeza da nossa mente subconsciente do lixo mental e emocional. Afinal é uma bênção... 

Excelente início de semana.

Beijinhos libertadores!

ISA

  

Autoria e outros dados (tags, etc)


Tenha a vida com que sempre sonhou!

por Viver os Sonhos, em 16.01.13

Boa tarde queridos sonhadores! Entre na Emoção...

Faça parte de um movimento positivo e transformador que continuar a afetar a vida de pessoas em todo o mundo.
Comece já, não adie nem mais um dia para melhorar todas as áreas da sua vida. Desconfia!?...Então porque não experimenta? Não perde nada em tentar e pode sempre incentivar outros a fazer o mesmo. Verá como vai ficar admirada pelo facto de se queixar tanto, a toda a hora, sobre variadíssimas coisas... Não acredita? Não costuma queixar-se? Só passa a ter consciência disso depois de passar à prática. Aconteceu-me o mesmo. E todos os dias é uma batalha que não quero perder. Ah, ia-me esquecendo - os seus relacionamentos agradecem este desafio...

Vamos pôr em prática um desafio de 21 dias para parar de se queixar e ter a vida com que sempre sonhou!
Em primeiro lugar devo informar-vos que este desafio deu origem a um livro de Wil Bowen "Um mundo sem queixas"  que deverão adquirir, se possível, para acompanhar mais de perto todo o plano para os 21 dias consecutivos. 



O pastor Will Bowen desenvolveu a sua revolucionária estratégia de Um Mundo Sem Queixas com base numa ideia muito simples: se é verdade que os nossos pensamentos criam a nossa realidade, então as coisas boas acontecem em abundância a quem conseguir deixar de se queixar. Propôs um desafio à sua congregação: tentar passar 21 dias sem fazer queixas. Basta usar a pulseira roxa que acompanha este livro. Sempre que der por si a queixar-se  ou a criticar, mude a pulseira de braço. 
Para quem quer iniciar sem ter o livro poderá improvisar uma pulseira, um anel, um lenço, um amuleto no bolso, um pequeno objeto pessoal... Dêem asas à vossa imaginação
 
 Porquê 21 dias?
O objectivo é passar 21 dias - o tempo necessário, segundo estudos científicos, para consolidar novos hábitos ou abandonar vícios - com a pulseira no mesmo braço. O desafio correu mundo e milhões de pessoas comprovaram a sua eficácia. Não há nenhum truque nem nenhum segredo - trata- -se simplesmente de pensamento positivo. Se mudar o seu discurso, mudará os seus pensamentos e começará a criar a vida que sempre desejou.


Críticas de imprensa:
«Uma ideia divina!»
Oprah Winfrey

«Bowen é um pastor com uma mensagem muito simples: pare de se queixar. Se o fizer, será mais feliz e mais saudável. Daí o seu desafio: passar 21 dias sem se queixar. Porquê 21 dias? Porque é esse o tempo que demora a abandonar um mau hábito.»
Publishers Weekly

Autoria e outros dados (tags, etc)


Telepatia... percepção extra-sensorial!

por Viver os Sonhos, em 17.10.12
 
Aquando da fundação da Sociedade de Investigação Psíquica (1882) iniciou-se um interesse internacional para a hipótese de explicar através da teoria as “ondas cerebrais” os fenómenos de aparição no momento de morte de uma pessoa, assim como a clarividência, telepatia e outros fenómenos. O curioso neste fenómeno é que a transferência de pensamento não é modificável pela distância e nem pelo tempo. Os testes de confrontos pelo electroencefalográfico, nos EUA e na antiga Rússia Soviética, sugeriram perfeita sincronicidade nos ritmos alfa, ou ondas cerebrais relativas aos electroencefalogramas do emissor e do receptor, durante transmissões telepáticas, no estado da vigília física ordinária. Pela Conscienciologia, entendemos a telepatia como um fenómeno para-psíquico em que empregamos outras faculdades além das sensoriais (os 5 sentidos físicos básicos), e motoras (movimentação muscular). É um fenómeno para-psíquico elementar, pois trata da transmissão e recepção de Pensenes (pensamentos, sentimentos e energias) entre 2 ou mais consciências. É a comunicação através da unidade básica (os pensenes) de manifestação da consciência. A maioria destes para-fenómenos pode ocorrer durante a VFO - Vigília Física Ordinária, ou também no estado projectado, fora do corpo. Pode ocorrer entre quaisquer consciências independentemente da dimensão em que estejam se manifestando. O facto é que constantemente consciente ou inconscientemente, recebemos influências telepáticas de outras consciências nesta e/ou de outras dimensões, entretanto, na maioria das vezes não nos apercebemos deste facto e não os discriminamos a achar que tais pensamentos são nossos. É importante percebermos mais profundamente e buscarmos uma autoconscientização desta condição para que não sejamos manipulados e induzidos a determinado(s) pensamento(s) e comportamento(s) sem discernimento. 



Além de homens, mulheres e crianças, a consciência extrafísica, que já passou pela morte biológica e/ou a consciência projectada fora do corpo pode induzir pensamentos em outros seres, que pode reverter em acções, especialmente sobre animais diversos, por exemplo, gatos que lhe sejam afins.
Outro exemplo interessante dessa forma de comunicação é a que encontramos no livro “Projeções da Consciência”, cap. 35, pág. 113-114, quando o professor Waldo Vieira conta como funcionou a telepatia extrafísica com a sua esposa, durante uma projecção.
Também é mostrado exemplos interessantes deste fenómeno no filme Always - Além da Eternidade, de Stephen Spielberg, (USA, 1989).
O ideal é desenvolvermos o nosso parapsiquismo de maneira lúcida para discernir o que é meu e o que do outro (o que vem de fora, externo a mim), como nas ocorrências da telepatia. Em um aspecto os pesquisadores são unânimes quando afirmam que a telepatia requer uma mente tranquila e imperturbável para que possa ocorrer. A tensão que domina a gente nos dias de hoje pode dificultar tais percepções por isso aumenta a vulnerabilidade às manipulações justamente pela falta de lucidez e discernimento actuantes no quotidiano de toda gente.
A Academia Internacional da Consciência (IAC – International Academy of Consciousness) dentro do seu curso regular CDC – Curso de Desenvolvimento da Consciência busca estudar a complexidade da consciência, suas manifestações, os estados alterados de consciência e os fenómenos desencadeados a partir daí, além de outros assuntos relacionados com a Evoluciologia.

Líssia Pinheiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

 


Felizmente a telepatia hoje é um fenómeno conhecido e falado naturalmente entre as pessoas e pacificamente aceito pela ciência convencional. É comum escutarmos acontecer, por exemplo, o casal de namorados quando um já sabe que é o outro no telefone que está a tocar; o marido e a esposa, quando um pensa que precisa comprar algo e o outro chega em casa a trazer o mesmo produto. Partindo do princípio de que coincidências e acasos não existem, até esta simples frase tem uma explicação e uma lógica de ser.

A Telepatia vem do grego, tele, "distância" e patheia, "sentir ou sentimento", é portanto, definida na parapsicologia como a habilidade de adquirir informação acerca dos pensamentos, sentimentos ou actividades de outra pessoa, sem o uso de ferramentas tais como a linguagem corporal ou sinais.

O termo foi usado pela primeira vez em 1882 pelo investigador psíquico Fredric W. H. Myers, fundador da Society for Psychical Research (Sociedade de Investigação Psíquica). A telepatia é considerada uma forma de percepção extra-sensorial e é frequentemente relacionada a vários fenómenos paranormais tais como premonição ou precognição, clarividência e empatia.

Diferente da maioria das outras ocorrências aparentemente sobrenaturais, a menção da telepatia é bastante comum em textos históricos. Na Bíblia, por exemplo, alguns profetas são descritos como tendo a habilidade de ver o futuro (precognição), ou conhecer segredos íntimos das pessoas sem que as mesmas os tenham dito. Na Índia também existem diversos textos a falar sobre a telepatia como uma sidhi, adquirida pela prática do ioga etc. Mas o conceito de receber e enviar mensagens entre pessoas parece ser algo relativamente moderno. Neste conceito existe um emissor e um ou vários receptores.

Líssia Pinheiro


Autoria e outros dados (tags, etc)


Glândula pineal... glândula espiritual!

por Viver os Sonhos, em 10.10.12



A pineal está localizada no meio do cérebro, na altura dos olhos. Ela é um órgão cronobiológico, um relógio interno. Como ela faz isso? Captando as radiações do Sol e da Lua. A pineal obedece aos chamados Zeitbergers.
Por exemplo, o Sol é um Zeitberger externos que regem as noções de tempo e que influencia a pineal, regendo o ciclo de sono e de vigília, quando esta glândula secreta a hormona melatonina. Isso dá ao organismo a referência de horário.
Existe também o Zeitberger interno, que são os genes, trazendo o perfil de ritmo regular de cada pessoa.
Nós vivemos em três dimensões e nos relacionamos com a quarta, através do tempo. A pineal é a única estrutura do corpo que transpõe essa dimensão, que é capaz de captar informações que estão além dessa dimensão nossa.
Para Descartes é o ponto em que a alma se liga ao corpo, até na questão física há uma lógica que é esta glândula que lida com a outra dimensão, e isso é um fato.
Todos os animais têm essa glândula; ela os orienta nos processos migratórios porque sintoniza o campo magnético. Nos animais, a glândula pineal tem fotorreceptores iguais aos presentes na retina dos olhos, porque a origem biológica da pineal é a mesma dos olhos, é um terceiro olho, literalmente.

Os cientistas Vollrath e Semm, que têm artigos publicados na revista científica Nature, de 1988, comprovam que a pineal converte ondas electromagnéticas em estímulos neuro-químicos
O espiritual age pelo campo electromagnético, se há uma interferência espiritual por exemplo, se dá justamente pelo campo electromagnético. As interferência acontece na natureza pelas leis da própria natureza.

Segundo Sérgio Felipe de Oliveira, a pineal captaria informações do mundo espiritual por ondas electromagnéticas, como “um telefone celular”, e as transformaria em estímulos neuro-químicos.
A parapsicologia diz que estes campos electromagnético podem afetar a mente humana. O dr. Michael Persinger, da Laurentian University, no Canadá, fez experiências com um capacete que emite ondas eletromagnéticas nos lobos temporais.
As pessoas submetidas a essas experiências teriam tido “visões” e sentiram presenças espirituais. O dr. Persinger atribui esses fenómenos à influência dessas ondas electromagnéticas.


Pesquisas recentes indicam que a pineal está ligado a dois centros nervosos, um de cada ouvido. Estes dois centros nervosos, e mais o centro situado na própria glândula, formam um triângulo, com a pineal no centro da cabeça com o ápice ou vértice superior, e dois centros nervosos dos ouvidos formando a base. Assim, os pesquisadores elaboraram o princípio de que tudo o que afete os tímpanos afetará a pineal, qualquer princípio que afete a pineal afetará os tímpanos.

A glândula está localizada em uma área cheia de líquido. O som faz o líquido vibrar, provocando uma reação na glândula. Esta glândula converte ondas electromagnéticas em estímulos neuro-químicos.
A Física Quântica diz que tudo é vibração e nós vibramos em diferentes frequências, também somos influenciados em diferentes frequências, por meio natural ou não (falaremos disso mais tarde).

Estamos sendo bombardeados com energias vindo da galáxia, incluindo o bombardeio do Sol, tudo isso afeta a Terra e logicamente nos afeta.
Sempre vibração e som, recentemente os cientista conseguiram até reproduzir o som do Sol nas suas explosões solares.
Quanto mais se intensifica o som, mais a pineal "trabalha", quanto mais ela trabalha, mais se intensifica o som, formando um circulo que nos leva rapidamente ao estado de projeção consciente.

Sendo assim, meus amigos, os barulhos, zumbidos, apitos, sininhos...que você pode estar ouvindo diariamente ou esporadicamente são produzidos pelo trabalho/desenvolvimento da glândula pineal e todo um fator externo está contribuindo para isso. Nós estamos literalmente escutando essa glândula a trabalhar.
Essa glândula é nossa conexão com outras dimensões, nossa glândula foi danificada ao “looooongo do tempo”, por falta de uso, química (veneno) nos nossos alimentos, poluição e acredito que a nossa contribuição tenha realmente sido a maior de todas, porque caímos nas ilusões materialistas e hoje somos extremamente apegados a tudo que os nossos 5 sentidos podem tocar, sentir, ver e ouvir...
Para terminar, vou deixar um exercício de meditação de desenvolvimento energético da pineal. Um exercício diferente, mas bem gostoso de realizar.
Certos exercícios psíquicos provocam um zumbido que começa a se manifestar nos ouvidos e persiste por algum tempo. Esse zumbido indica que alguma energia ou ação está sendo transmitida aos tímpanos, a partir da pineal. (Pesquisa feita pela Universidade de Basle na Suíça).
Deverá ser feito no escuro, onde a produção da hormona da pineal aumenta.
- Por uma ou duas semanas, deve-se relaxar por alguns minutos, coloque o dedo indicador de cada mão o mais para dentro do ouvido que seja possível sem pressão incómoda.
- Enquanto os dedos estiverem nesta posição nos ouvidos, tomem uma inalação profunda pelo nariz e retenha o quanto possível.
- Mantenha a boca fechada, quando não puder mais prender a respiração, exale lentamente pelo nariz.
- Conserve os dedos nos ouvidos durante todo o tempo que esteja inalando, retendo e exalando.
- Respire normalmente por mais ou menos 30 segundos e repita o procedimento por 10 vezes.
Ao terminar, você sentirá um calor nos dutos auditivos.
A respiração pelo nariz, com os dedos colocados nos ouvidos, estabelece um circuito bem definido de vibrações positivas e negativas, que afetem os centros nervosos do crânio, o centro nervoso da tireóide, e os centro nervosos de cada um dos dois dedos.
O resultado deste exercício, se praticado conforme a instrução, será a desobstrução do nariz para a respiração e dos ouvidos para a audição, a eliminação de qualquer congestão craniana, o desenvolvimento da sensibilidade dos nervos do nariz a ponto de perceberem novos odores ou facilitar a os já conhecidos.
Ao mesmo tempo, a pineal irá despertar gradativamente, com crescente vitalidade para as funções psíquicas.


Cláudio Pontes


Autoria e outros dados (tags, etc)


Limpeza mental!

por Viver os Sonhos, em 08.10.12
É importante para a nossa evolução e equilíbrio emocional examinarmos com atenção o nosso passado, de forma a detetarmos as crenças que têm orientado e dirigido a nossa vida.

Vamos então analisar aqui algumas dessas crenças limitantes e descobrir a sua origem:

CRENÇA LIMITATIVA: Não sou bom o bastante.
ORIGEM: Um pai que repetidamente lhe dizia que ele era burro.

Ele falou que queria ser um sucesso para o Pai poder se orgulhar dele, porém estava assolado pela culpa, que criava ressentimento, e tudo o que conseguia produzir era um fracasso após outro. O pai continuava financiando negócios para ele, porém, um a um eles fracassavam. Ele usava o fracasso para se vingar. Fazia o pai pagar, pagar e pagar. Claro, ele era o maior perdedor.

CRENÇA LIMITATIVA: Falta de amor por si própria.
ORIGEM: Tentar ganhar a aprovação do pai.

A última coisa que ela queria era ser como o pai. Os dois não concordavam em nada e estavam sempre discutindo. Ela só queria sua aprovação, mas só conseguia críticas. Seu corpo estava cheio de dores, exatamente iguais às que o pai tinha. Ela não percebia que a raiva estava criando dores nela, como a raiva do pai criava dores nele.

CRENÇA LIMITATIVA: A vida é cheia de perigos. ORIGEM: Um pai amedrontado.

Outra cliente encarava a vida como sendo áspera e sombria.
Tinha dificuldade em rir e, quando o fazia, ficava com medo de que algo "mau" iria acontecer. Fora criada com a admoestação: "Não ria ou 'eles' poderão pegá-la".

CRENÇA LIMITATIVA: Não sou bom o bastante.
ORIGEM: Estar abandonado e ignorado.

Era difícil para ele falar. O silêncio tornara-se um modo de vida. Ele acabara de se livrar do álcool e das drogas e estava convencido de que era péssimo. Descobri que sua mãe morrera quando ele era muito jovem e que fora criado por uma tia. Essa mulher raramente falava, exceto para dar uma ordem, portanto ele foi criado em silêncio. Até mesmo comia sozinho em silêncio e passava dia após dia no quarto sem fazer barulho. Teve um amante que também era um homem silencioso e os dois passavam a maior parte do tempo sem se falarem. O amante morreu e, mais uma vez, ele ficou sozinho.


Exercício: Mensagens negativas
O exercício que fazemos em seguida é pegar uma folha grande de papel e escrever uma lista de todas as coisas que seus pais disseram que estavam erradas com você.

Quais foram as mensagens negativas que você ouviu? Dê-se tempo suficiente para lembrar o máximo que puder. Meia hora geralmente é bastante.

O que eles diziam sobre dinheiro? O que diziam sobre seu corpo? O que diziam sobre amor e relacionamentos? O que diziam sobre seus talentos criativos? Quais foram as coisas limitativas ou negativas que lhe disseram?

Se Puder, apenas olhe de forma objetiva para essas frases e diga a si mesmo: Então, foi daí que veio aquela crença.
Agora peguemos uma nova folha de papel e vamos um pouco mais fundo. Que outras mensagens negativas você ouviu quando criança?

De parentes ------------------------------------------------

Professores ------------------------------------------------

Amigos ----------------------------------------------------

Autoridades -----------------------------------------------

Sua Igreja -------------------------------------------------


Anote todas elas. Leve o tempo que for necessário. Tome consciência das sensações que estão ocorrendo no seu corpo.

O que está escrito nessas duas folhas de papel são os pensamentos que precisam ser removidos de sua consciência. São crenças que o fazem sentir "não bom o bastante".

Vendo-se como uma criança  
 
Se eu pegasse uma criança de três anos e a colocasse no meio da sala e nós começássemos a gritar com ela, dizendo-lhe que é burra, que nunca fará nada direito, que deve fazer isto ou aquilo, olhar para a confusão que fez, talvez bater nela algumas vezes, terminaríamos com uma criancinha assustada, sentada docilmente num canto da sala, ou então com uma arrebentando todo o cómodo. Ela agirá de uma dessas duas maneiras e nunca saberemos qual é o seu verdadeiro potencial.

Agora, se pegarmos a mesma criança e lhe dissermos o quanto a amamos o quanto nos importamos com ela, que adoramos sua aparência e nos orgulhamos da sua esperteza e inteligência, que ficamos encantados com as coisas que faz e que ela pode cometer erros enquanto aprende - que estaremos sempre do seu lado tanto nas horas boas como ruins -, o potencial dessa criança será ilimitado.

Cada um de nós tem uma criança de três anos no nosso interior e com frequência passamos a maior parte de nossas vidas gritando com ela. Depois ficamos imaginando por que nossa vida não funciona.

Se você tivesse um amigo que vivesse criticando-o, gostaria de estar sempre com ele? É possível que você tenha sido tratado dessa forma quando criança, e isso é muito triste. No entanto, isso aconteceu muito tempo atrás. Se atualmente você está escolhendo se tratar da mesma forma, então é algo mais triste ainda.

Agora, bem à nossa frente, temos uma lista das mensagens negativas que ouvimos quando crianças. Como essa lista corresponde ao que você acredita estar errado com você? São quase as mesmas coisas? Provavelmente sim.

Baseamos nosso roteiro de vida em nossas mensagens de infância. Éramos todos bonzinhos e aceitamos obedientemente o que "eles" nos disseram como sendo verdade. Seria muito fácil só culparmos nossos pais e sermos vítimas pelo resto da vida, mas isso não teria graça nenhuma e com toda a certeza não nos tiraria da encrenca em que nos encontramos agora.


Culpando a família

A culpa é um dos modos mais garantidos de se permanecer dentre de um problema. Quando culpamos alguém, estamos abrindo mão do nosso poder. A compreensão nos permite elevar-nos acima da questão e assumirmos o controle de nosso futuro.

O passado não pode ser mudado. O futuro é moldado pelo pensamento atual. É imperativo para nossa liberdade entender que nossos pais estavam fazendo o máximo que podiam com a compreensão, consciência e sabedoria que tinham. Sempre que culpamos alguém, não estamos assumindo a responsabilidade por nós mesmos.

Aquelas pessoas que nos fizeram todas aquelas coisas horríveis estavam tão assustadas e amedrontadas como você está agora. Sentiam a mesma impotência que você sente agora. As únicas coisas que podiam ensinar eram as que tinham aprendido.
Quanto você sabe sobre a infância dos seus pais, especialmente antes dos dez anos de idade? Se ainda for possível, descubra mais perguntando-lhes. Se conseguir mais informações sobre a infância de seus pais, você entender com maior facilidade por que fizeram o que fizeram. A compreensão resultará em compaixão. Se você não sabe e não tem como descobrir, tente imaginar como deve ter sido. Que tipo de infância criaria um adulto como aquele?

Você Precisa desse conhecimento para sua própria libertação. Você só poderá se libertar depois de libertá-los. Você só poderá se perdoar depois de perdoá-los. Se exigir perfeição deles, exigirá perfeição de si mesmo, o que o tornará infeliz a vida toda.

A escolha dos pais

Concordo com a teoria de que escolhemos nossos pais. As lições que aprendemos parecem combinar perfeitamente com as "fraquezas" dos pais que temos.

Acredito que estamos todos numa viagem interminável através da eternidade. Viemos a este planeta para aprendermos lições especiais necessárias para nossa evolução espiritual.
Escolhemos nosso sexo, cor e país, e em seguida procuramos o casal perfeito para "refletir" nossos padrões.

Nossas visitas a este planeta são como ir a uma escola. Se você quer ser esteticista, você vai fazer um curso de estética. Se você quer ser um mecânico, vai para a escola de mecânica. Se você quer ser um advogado, vai para a faculdade de direito. Os pais que você escolheu nesta vida eram o casal perfeito de "peritos" no que você queria aprender.

Quando crescemos, temos a tendência de apontar um dedo acusador para os nossos pais e dizer: "Vocês me fizeram isso!" Porém, eu acredito que nós os escolhemos.

Dando ouvidos a outros

Nossos irmãos e irmãs mais velhos são deuses para nós quando somos pequenos. Se eram infelizes, provavelmente descontaram em nós tanto física como verbalmente. Podem ter dito coisas como:

"Vou contar tudo o que você fez" (instigando culpa).
"Você é pequenino, não pode fazer isso”.
"Você é bobo demais para brincar connosco”.

Os professores muitas vezes nos influenciam muito. Quando eu estava no quinto grau, uma professora me disse enfaticamente que eu era alta demais para ser dançarina. Acreditei nela e pus de lado minhas ambições no campo da dança até estar velha demais para começar uma carreira como dançarina.

Você compreendeu que exames e notas eram só para ver o seu grau de conhecimento numa época determinada ou foi daquelas crianças que deixavam medir seu valor?

Nossos primeiros amigos compartilharam sua falta de informação sobre a vida connosco. Nossos colegas podem caçoar de nós e deixar mágoas perenes. Quando eu era criança, sofri muito porque meu sobrenome era Lunney e os meninos me chamavam de "lunática".

Os vizinhos também exercem influência, não só por causa do que dizem, mas porque também nos perguntamos: "O que os vizinhos vão pensar?"

Pense bem nas autoridades que tiveram influência na sua infância. E, naturalmente, existem as declarações fortes e muito persuasivas dos anúncios na imprensa e televisão. Um excesso de produtos é vendido fazendo-nos sentir que seremos indignos ou errados se não os usarmos.

Todos estamos aqui para transcendermos nossas limitações iniciais, sejam quais tenham sido. Estamos aqui para reconhecer nossa própria magnificência e divindade, não importa o que eles nos tenham dito. Você tem suas crenças negativas para superar e eu tenho minhas crenças negativas para superar.

Novo padrão

Na infinidade da vida onde estou, tudo é perfeito, pleno e completo.
O passado não tem poder sobre mim porque estou disposto a aprender e mudar.
Vejo o passado como necessário para me trazer até onde estou hoje.
Estou disposto a começar bem aqui onde estou agora, a limpar os cómodos de minha casa mental. Sei que não importa onde inicio, de modo que agora começo com os cómodos menores e mais fáceis, e assim verei os resultados rapidamente.
Sinto-me emocionado por estar no meio dessa aventura, pois sei que nunca passarei por essa experiência em particular de novo. Estou disposto a me libertar.
Tudo está bem em meu mundo.


Louise Hay, do livro "Você pode curar sua vida"

Autoria e outros dados (tags, etc)


Como funciona o pensamento!

por Viver os Sonhos, em 26.07.12
Tudo o que é colocado em movimento produz um movimento correspondente. Se você joga uma pedra numa lagoa, formam-se ondulações ou anéis que correm para fora, batem na margem e voltam. O mesmo se passa com o movimento dos pensamentos: ondulações correm para fora, ondulações retornam.
Quando os resultados desses pensamentos chegam de volta, sentimo-nos vítimas indefesas: estávamos inocentemente vivendo nossa vida; por que todas essas coisas estão acontecendo conosco? 
O que acontece é que os anéis estão voltando para o centro.(Isto é o karma e, devido a ele), nossa experiência da realidade continua a girar em ciclos, com todas as suas variações, vida após vida. Assim é a existência cíclica. Não compreendemos que estamos vivendo resultados que nós mesmos criamos, e que nossas reações produzem ainda mais causas, mais resultados; incessantemente. 

Chagdud Tulku Rinpoche

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.





Mensagens


subscrever feeds